Estão abertas as inscrições para a fase de teste piloto dos programas de formação do projeto OSTESA EU!

Com enquadramento internacional, o projeto OSTESA EU – Sucesso Organizacional através da Satisfação dos Colaboradores vai iniciar em março o teste piloto dos seus programas de formação, isto é, um conjunto de recursos que permite melhorar o desempenho das PME através da melhoria do clima organizacional e satisfação dos seus colaboradores. Este é constituído por recursos que permitem a melhoria de um conjunto de 11 dimensões avaliadas como determinantes para o clima organizacional, nomeadamente: Comunicação, Reconhecimento, Gratificações, Coesão, Apoio, Clareza, Confiança, Liderança, Justiça, Eficiência e Bem-estar dos colaboradores.

ostesa

Em Portugal, esta fase piloto irá recair sob 3 destas 11 dimensões, nomeadamente: Apoio, Confiança e Coesão. Estes toolkits (conjunto de ferramentas) têm como objetivo melhorar tais dimensões através da atualização das competências transversais (principalmente a liderança) quer dos gestores quer dos colaboradores de diferentes empresas. Como tal, é composto por programas de formação e respetivos materiais, seguindo o modelo europeu de 80% prática e 20% de teoria, incluindo ferramentas de avaliação dos conteúdos abordados. É de salientar que os programas elaborados são diferenciados conforme o público-alvo: gestores e colaboradores.

Estes programas de formação são um dos principais resultados do projeto OSTESA EU. Em colaboração próxima com os utilizadores finais, estão a ser desenvolvidos recursos inovadores, úteis e eficazes que visam responder às necessidades e expectativas dos gestores, colaboradores e formadores/consultores/especialistas de RH.

Caso a sua empresa queira fazer parte desta fase piloto, de forma gratuita, por favor contactar ana.neves@inovamais.pt.

______________________________________________________________________________

O projeto OSTESA EU é financiado pela Comissão Europeia ao abrigo do programa Erasmus+. Liderada pela Fundação OIC Poland, a parceria do projeto é constituída por entidades experientes de cinco países: Chipre, Itália, Polónia, Portugal e República Checa. Em Portugal, as atividades desta iniciativa são coordenadas pela INOVA+. Saiba mais sobre o projeto aqui.